MT: Dirigentes do Sinait têm encontro com Auditores-Fiscais e Comissão Organizadora do Enafit

MT: Dirigentes do Sinait têm encontro com Auditores-Fiscais e Comissão Organizadora do Enafit MT: Dirigentes do Sinait têm encontro com Auditores-Fiscais e Comissão Organizadora do Enafit MT: Dirigentes do Sinait têm encontro com Auditores-Fiscais e Comissão Organizadora do Enafit MT: Dirigentes do Sinait têm encontro com Auditores-Fiscais e Comissão Organizadora do Enafit MT: Dirigentes do Sinait têm encontro com Auditores-Fiscais e Comissão Organizadora do Enafit MT: Dirigentes do Sinait têm encontro com Auditores-Fiscais e Comissão Organizadora do Enafit MT: Dirigentes do Sinait têm encontro com Auditores-Fiscais e Comissão Organizadora do Enafit MT: Dirigentes do Sinait têm encontro com Auditores-Fiscais e Comissão Organizadora do Enafit MT: Dirigentes do Sinait têm encontro com Auditores-Fiscais e Comissão Organizadora do Enafit MT: Dirigentes do Sinait têm encontro com Auditores-Fiscais e Comissão Organizadora do Enafit
Clique na imagem para ver todas as fotos

Por Nilza Murari 

Dirigentes do Sinait estiveram, nos dias 7 e 8 de fevereiro, em Cuiabá, capital do Mato Grosso, para fazer reuniões com os Auditores-Fiscais do Trabalho e com a Comissão Organizadora do 36º Encontro Nacional da categoria – o Enafit. 

Na manhã de quarta-feira, a reunião foi com Auditores-Fiscais do Mato Grosso. O presidente Carlos Silva e a vice-presidente Rosa Jorge informaram sobre as articulações pela regulamentação do Bônus de Eficiência e Produtividade, concurso público, reforma da Previdência e outros assuntos. Muitas informações sobre o que tem sido feito pelo Sindicato, sobre o que têm feito as demais categorias, o que é boato ou verdade, os contatos estratégicos que nem sempre podem ser divulgados, tudo foi bem detalhado. O cenário é de intensa atividade para dar efetividade a todos os itens do acordo com o governo, preservando a isonomia com outras carreiras. 

Rosa Jorge lembrou que o trabalho parlamentar é fundamental em todo o país, especialmente na base, nos gabinetes estaduais, nos aeroportos, e em conjunto com outras categorias. As pautas a serem trabalhadas são muitas, além da regulamentação do Bônus. 

Conhecer e valorizar

Um aspecto bastante enfatizado foi a trajetória da categoria e do Sinait, que este ano completará 30 anos, em 7 de outubro, e foi a primeira entidade de servidores públicos criada depois da promulgação da Constituição Federal de 1988. É importante que a categoria conheça a sua história, as suas lutas, e valorize as conquistas, que foram muitas e significativas, ao longo dos anos. A força do Sinait, que eleva a categoria a um patamar muito superior a instituições similares em outros países, disse Carlos Silva, “muitas vezes é reconhecida por outras categorias, até fora do Brasil, mas não são devidamente valorizadas pelos próprios Auditores-Fiscais do Trabalho”. 

A luta é mais antiga do que as três décadas do Sinait. O Sindicato foi precedido pelas Associações estaduais e pela Federação das Associações de Agentes da Inspeção do Trabalho no Brasil – Fasibra. Cada uma foi responsável, em sua época de atuação, por importantes e estratégicas conquistas da categoria, como a passagem do regime celetista para o estatutário e a migração da fiscalização do FGTS para o âmbito da Auditoria-Fiscal do Trabalho. Estes são dois exemplos de lutas que demandaram muita articulação e esforço político. A fiscalização do FGTS, lembrou a diretora Vera Jatobá, é o que garante, hoje, o status de Auditoria à fiscalização do Trabalho. 

A Inspeção do Trabalho, disse o diretor Orlando Vila Nova, é uma competência da União, inscrita na Constituição Federal, no mesmo nível de declaração de guerra, por exemplo. E essa conquista também foi articulada pelo Sinait na época da Cosntituinte. 

Enafit

Na primeira reunião de trabalho a Comissão Organizadora recebeu duas empresas e as propostas para a organização da insfraestrutura do 36º Enafit. As condições foram analisadas levando em consideração a experiência e o conhecimento das empresas de eventos. A escolhida foi a empresa Arquiteta, que já vem trabalhando com o Sinait nos últimos Encontros, apresentando soluções e alternativas para baixar custos sem perder qualidade, com responsabilidade social e cumprindo integralmente a legislação trabalhista. O trabalho começa imediatamente. 

Eixos gerais que serão o fio condutor do Encontro, peças de apresentação do evento à sociedade matogrossense, práticas de sustentabilidade, inovações e temas que poderão ser desenvolvidos na programação técnica e no diálogo com atores do mundo do trabalho foram delineados. Serão amadurecidos e ampliados na próxima reunião, nos dias 15 e 16 de março. 

Valdiney Arruda, presidente do 36º Enafit, quer envolver os Auditores-Fiscais do Trabalho matogrossenses no projeto do Encontro ao longo de todo o ano. Embora a data ainda não tenha sido definida, já está certo que o evento será realizado em novembro. O local e a data serão divulgados em breve, assim como o hot site do Encontro, condições das inscrições e outras informações úteis aos enafitianos.